Download Magnetismo Pessoal - Heitor Durville PDF

TitleMagnetismo Pessoal - Heitor Durville
File Size2.0 MB
Total Pages200
Document Text Contents
Page 100

"Cumpre ter cuidado, neste exercício, de fazer passar os braços per-
to da cabeça.

"Este movimento que se chega a realizar na maior parte dos casos,
somente pouco a pouco, pela prática, exige positivamente uma liberda-
de completa na articulação da espádua.

"Os músculos da espádua e os que têm seu ponto de união em tor-
no da cavidade torácica, se põem, assim, em ação franca e total.

"Os efeitos essenciais desta ação são os de conseguir grande liber-
dade de movimentos na articulação da espádua e um aumento de poder
do movimento respiratório, à qual deve juntar-se, como conseqüência
concomitante, um crescimento mecânico da cavidade torácica.

"Repetir o exercício oito, doze e até vinte vezes.
"Aproximação dos cotovelos atrás. — Estando os dois braços bem

apoiados nos quadris e semiflexionados, levá-los fortemente para trás de
modo que os cotovelos se aproximem tanto quanto possível um do ou-
tro. O dorso deve ficar bem estendido. A mais completa expressão deste
movimento reside na aproximação dos cotovelos, até ao contato atrás.

"Este movimento deve, finalmente, coincidir com a inspiração. Exe-
cutá-lo duas, doze, até dezesseis vezes.

"Junção das mãos atrás. — Com as costas bem eretas, juntar as mãos
atrás; estender os braços forçando os cotovelos para dentro.

"Este último tempo do exercício, que constitui o essencial do movi-
mento, deve ser executado fazendo-o coincidir com a expiração do ar dos
pulmões. Por esses dois exercícios, os ombros são fortemente distendidos
e postos para trás; no último, são ainda ligeiramente baixados. O corpo
toma então uma posição excelente e salutar sob vários aspectos: produz-
se ao mesmo tempo um alargamento mecânico da parede anterior do pei-
to e, conseqüentemente, um aumento da atividade respiratória.

"Aproximação e afastamento dos braços horizontalmente. — Os braços,
tendo sido bem estendidos e alongados, são aproximados horizontalmen-
te com força, sem que as mãos se toquem, e depois levados para trás. Este
último movimento, naturalmente, não pode ser executado da mesma ma-
neira que o primeiro. Nestes dois exercícios predomina alternadamente a
ação dos músculos anteriores do peito e a dos músculos posteriores das es-
páduas, ao mesmo tempo que as paredes anteriores e posteriores do peito
experimentam alternativamente um alargamento mecânico.

"Executa-se oito, dez ou dezesseis vezes.

I 107 |

Similer Documents