Download Painéis de Parede de Concreto Pré-moldado ― Requisitos e Procedimentos PDF

TitlePainéis de Parede de Concreto Pré-moldado ― Requisitos e Procedimentos
Tags Stress (Mechanics) Corrosion
File Size2.3 MB
Total Pages66
Document Text Contents
Page 1

ABNT/CB-018
PROJETO ABNT NBR 16475

ABR 2016

Painéis de parede de concreto pré-moldado ― Requisitos e
procedimentos

APRESENTAÇÃO

1) Este Projeto foi elaborado pela Comissão de Estudo de Lajes e Painéis Alveolares de Concreto
(CE-018:600.019) do Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados (ABNT/CB-018), com
número de Texto-Base 018:600.019-001, nas reuniões de:

27.09.2012 21.11.2012 23.01.2013

20.02.2013 17.04.2013 05.06.2013

03.07.2013 18.09.2013 06.11.2013

04.12.2013 15.01.2014 19.02.2014

19.03.2014 16.04.2014 21.05.2014

16.07.2014 03.09.2014 24.09.2014

22.10.2014 19.11.2014 21.01.2015

a) Não tem valor normativo.

2) Aqueles que tiverem conhecimento de qualquer direito de patente devem apresentar esta
informação em seus comentários, com documentação comprobatória;

3) Tomaram parte na sua elaboração:

Participante Representante

ABCIC Daniela Gutstein

ABCIC Iria Lícia Oliva Doniak

ABECE Augusto G. Pedreira de Freitas

ABECE Fabrício da Cruz Tomo

ABECE Francisco P. Graziano

© ABNT 2016

Todos os direitos reservados. Salvo disposição em contrário, nenhuma parte desta publicação pode ser modificada
ou utilizada de outra forma que altere seu conteúdo. Esta publicação não é um documento normativo e tem
apenas a incumbência de permitir uma consulta prévia ao assunto tratado. Não é autorizado postar na internet
ou intranet sem prévia permissão por escrito. A permissão pode ser solicitada aos meios de comunicação da ABNT.

NÃO TEM VALOR NORMATIVO

P
ro

je
to

e
m

C
on

su
lta

N
ac

io
na

l

Page 2

ABNT/CB-018
PROJETO ABNT NBR 16475

ABR 2016

ABECE Eduardo Barros Millen

ABNT/CB-02 Paulo E. F. de Campos

ABNT/CB-02 Rose de Lima

ABNT/CB-18 Inês L. S. Battagin

ALVEOLARES / IBPRE José Eduardo de Souza Campos Filho

ARCELOR MITTAL Mery Alissan da S. Correa

ANCORA Rafael Montanher Leit

AR TREJOR Luiz Carlos F. Oliveira

BRENAND CIMENTOS Rafael Bittencourt

CASSOL Wilson Braga Junior

CASSOL José Herbet Faleiros Junior

CBCA Rosane Bevilaqua

CMA Carlos E. E. Melo

CONART José Antônio Magoga

COPLAS Rodrigo Augusto Roque

CYMACO Elmir José Cybulski

CPI Marcia Bari

CPI Ricardo Margoni

CSM Luciano Corrêa

EDUARDO PENTEADO ENGENHARIA William dos Santos Moraes

EVOLUÇÃO ENGENHARIA Marco Antonio Carnio

EMPÓRIO DO PRE-MOLDADO Francisco Oggi

ENGEMOLD João do Couto Filho

ENG. LAJES PAULISTA Emerson Augusto N. Dias

ENGETRIX Rodolfo Marino

ENGETRIX Andreas G. Matthes

EPUSP Francisco Graziano

FACENS - FAC. ENG. SOROCABA Vitor Antonio Ducatti

FACENS - FAC. ENG. SOROCABA Francisco Augusto de Alencar

GERDAU Bruno B. Vaz de Mello

GERDAU Juliano Limp

GTP José Laginha

HARD Rafael Montanher Leite

NÃO TEM VALOR NORMATIVO

P
ro

je
to

e
m

C
on

su
lta

N
ac

io
na

l

Page 33

ABNT/CB-018
PROJETO ABNT NBR 16475

ABR 2016

14.2.3.5 Coeficiente de ajustamento em função do processo construtivo (γn5)

Para elementos pré-fabricados ou pré-moldados, conforme definições da ABNT NBR 9062, aplicam-
se os coeficientes de ajustamento de acordo com a Tabela 6.

Tabela 6 – Tipo de carregamento e tipo do processo construtivo

Característica do processo construtivo γn5

Pré-fabricados
Carga permanente
preponderante

1,0

Em caso contrário 1,1

Pré-moldados
Carga permanente
preponderante

1,1

Em caso contrário 1,2

14.3 Ligações para painéis de parede estruturais

14.3.1 Esforços nas juntas entre painéis de parede estruturais

14.3.1.1 A interação entre os painéis de parede estruturais é garantida por meio das ligações e do
sistema de tirantes, necessários para a transmissão das forças cortantes, de tração e de compressão
nas juntas horizontais e verticais entre os painéis de parede, nos planos dos painéis de parede verticais.

14.3.1.2 A análise do fluxo de forças (tensões) na região das ligações pode ser feito por meio de
diferentes métodos de aproximação, entre eles: a) análise do equilíbrio das forças internas; b) análise
do fluxo de tensões por meio do MEF; c) modelagem por meio de bielas e tirantes.

14.3.2 Ligação painel-painel com juntas horizontais submetidas à compressão

14.3.2.1 As ligações horizontais devem considerar o fendilhamento (tração transversal) decorrente
de excentricidades e diferença de rigidez entre os materiais constituintes na ligação.

14.3.2.2 Nas extremidades inferiores e superiores dos painéis de parede, o fendilhamento do concreto
pode ser evitado por meio da utilização de armadura transversal ao painel (estribos em grampo).

14.3.3 Ligação painel-laje-painel com junta horizontal submetida à compressão

Para aplicação de lajes alveolares em sistemas de pisos em conjunto com sistemas de painéis de
parede estruturais, tem-se duas configurações possíveis: a) ligação painel-laje-painel, estando a laje
na posição intermediária na junta horizontal entre painéis de parede; b) ligação painel-painel com lajes
em apoio independente no painel inferior.

NÃO TEM VALOR NORMATIVO28/61

P
ro

je
to

e
m

C
on

su
lta

N
ac

io
na

l

Page 34

ABNT/CB-018
PROJETO ABNT NBR 16475

ABR 2016

Painel pré-moldado

Painel pré-moldado
Ancoragem
da barra

Projeção da barra Luva com
graute

Laje alveolar Laje alveolar

Painel pré-moldado

Aparelho
de apoio

Projeção da barra Luva com
graute

Junta com
argamassa

Ancoragem
da barra

Barra de
amarração

Figura 18 – Exemplo de juntas horizontais em estruturas de painéis de paredes estrutuais

Para o caso de lajes alveolares posicionadas entre paredes, recomenda-se que as extremidades
das lajes estejam sobre um comprimento mínimo de apoio, conforme o estabelecido pela
ABNT NBR 14861.

Deve-se ainda verificar a necessidade de preenchimento dos alvéolos de forma a garantir a integridade
da laje e a transferência dos esforços na ligação.

Painel
pré-moldado

Painel
pré-moldado

Laje alveolarLaje alveolar

Aparelho de apoio
Graute

Painel
pré-moldado

Painel
pré-moldado

Laje alveolarLaje alveolar

Aparelho de apoio
Graute

Figura 19 – Exemplo de juntas horizontais em estruturas de painéis de paredes estruturais

14.3.4 Ligação painel-painel em junta horizontal submetida à tração

A ligação na junta horizontal painel-painel pode ser projetada para transmitir esforço de tração com
a utilização de barras longitudinais tracionadas para ancorar os painéis de parede desde o nível
da fundação e promover a continuidade dos sucessivos andares.

14.3.5 Ligação painel-painel em junta horizontal submetida ao cisalhamento

Deve ser verificada a resistência ao cisalhamento na ligação referente à junta horizontal entre painéis
conforme o estabelecido da ABNT NBR 9062. Uma alternativa de verificação está apresentada
no Anexo B.

NÃO TEM VALOR NORMATIVO 29/61

P
ro

je
to

e
m

C
on

su
lta

N
ac

io
na

l

Page 65

ABNT/CB-018
PROJETO ABNT NBR 16475

ABR 2016

Anexo B
(informativo)


Ligações submetidas ao cisalhamento entre elementos pré-moldados

A resistência de projeto ao cisalhamento pode ser determinada conforme a seguinte equação:

( )Rdj ctd n yd cdsen cos 0 5c f f , fτ = ⋅ + µ ⋅ σ + ρ ⋅ ⋅ µ ⋅ α + α ≤ ⋅ ν ⋅

sendo:

fctd = 0,21 (fck)2/3 / γc (expresso em megapascal, MPa);

fcd = fck / γc

onde

τRdj é a resistência de projeto ao cisalhamento;

fcd é a resistência de cálculo do concreto à compressão;

fyd é a resistência de cálculo do aço ao escoamento;

c e μ são valores indicados na Tabela B.1;

fctd é a menor resistência de cálculo à tração entre o concreto moldado no local e o pré-moldado
expressa em megapascal (MPa); fctd = 0, se a junta for solicitada por tração transversal;

ν é o coeficiente de redução de resistência (ν = 0,6 – fck / 200);

fck é a resistência característica do concreto à compressão, expressa em megapascal (MPa);

σn é a pressão normal atuante na superfície da junta, positiva para compressão e negativa
para tração, entretanto σn < 0,6 fcd;

γc é o coeficiente de minoração da resistência do concreto;

ρ é a relação entre a área de aço distribuída ao longo da junta e a superfície de interface
da junta;

α é o ângulo da armadura na junta conforme mostrado na Figura 21.

NÃO TEM VALOR NORMATIVO60/61

P
ro

je
to

e
m

C
on

su
lta

N
ac

io
na

l

Page 66

ABNT/CB-018
PROJETO ABNT NBR 16475

ABR 2016

Tabela B.1 – Valores dos coeficientes c e μ

Tipo de superfície c μ

Monolítica 0,62 1,0

Dentada 0,50 0,9

Rugosa: pelo menos 3 mm de rugosidade a cada 40 mm de espaçamento 0,45 0,7

Lisa: sem receber tratamento adicional após compactação 0,35 0,6

Muito lisa: moldada em fôrmas de aço, plástico ou madeiras preparadas 0,25 0,5

Nos casos em que há possibilidade de fissuras na interface da junta promovendo assim a quebra de
adesão, o coeficiente “c” deve ser reduzido para 0,125 em juntas dentadas e para zero para os demais
tipos de juntas.

NÃO TEM VALOR NORMATIVO 61/61

P
ro

je
to

e
m

C
on

su
lta

N
ac

io
na

l

Similer Documents